Alerta: Três pessoas morrem por uso de nebulização com hidroxicloroquina em Camaquã

Alerta: Três pessoas morrem por uso de nebulização com hidroxicloroquina em Camaquã

O hospital Nossa Senhora Aparecida, de Camaquã, notificou a morte de três pacientes com diagnóstico positivo pela covid-19 que teriam sido submetidos a um suposto tratamento experimental com o uso de nebulização de hidroxicloroquina diluída em soro.

De acordo com comunicado, as três vítimas fatais do tratamento evoluíram rapidamente de quadros estáveis para o óbito após a adoção do tratamento, entre segunda-feira e hoje (24.03/2021).

A médica responsável pela ação foi denunciada ao Ministério Público, que investiga o caso.

Conforme protocolos do hospital, o uso da hidroxicloroquina não é indicado a pacientes com a covid-19, e a literatura médica orienta somente a utilização do medicamento – caso o paciente tenha contraído malária.

O caso de Camaquã é mais um alerta para o uso de medicamentos sem comprovação de eficácia contra a covid-19, que inclusive teve divulgação recente na região de “resultados assombrosos” de um médico de São Gabriel, que anunciou ter “curado” pacientes da covid-19 com outro medicamento também sem comprovação.

+Saúde Capa Cidades Comunidade Covid-19