Exposição de morcegos ensina a reconhecer espécie causadora da raiva bovina

Exposição de morcegos ensina a reconhecer espécie causadora da raiva bovina

Durante a Expodireto Cotrijal (07 a 11/03), em Não-Me-Toque, a Emater/RS-Ascar mostra como diferenciar a espécie de morcego hematófago (Desmodus rotundus), que transmite a raiva bovina. Fotografias, desenhos e animais dissecados estarão à mostra dentro de um micro-ônibus da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

“O micro-ônibus é preparado para este objetivo, a identificação dos morcegos que transmitem a raiva”, explicou o extensionista rural da Emater/RS-Ascar, Vilmar Wruch Leitzke. “Nem todos os morcegos são transmissores da doença”, ponderou.

DOENÇA

A raiva bovina é causada por vírus. O principal transmissor dessa doença é o morcego que se alimenta de sangue (hematófago).

O bovino doente se afasta do rebanho, tem dificuldade para deglutir e para de ruminar, sua pupila fica dilatada e os pelos eriçados, começa a salivar e a andar cambaleando. Na maioria dos casos, a raiva bovina leva à morte.

Por se tratar de uma zoonose, a raiva bovina pode ser transmitida aos seres humanos que mantiverem contato com a saliva e fezes dos animais infectados.

A prevenção está associada ao controle da população de morcegos hematófagos e isso pode ser conferido no Espaço Casa da Emater/RS-Ascar na Expodireto, em Não-Me-Toque, que acontece até a próxima sexta-feira (11/03) no Parque da Expodireto.

Campo Comunidade