Irga vistoria área em Hulha Negra para estação de pesquisa

Irga vistoria área em Hulha Negra para estação de pesquisa

O município gaúcho de Hulha Negra, na região da Campanha, deverá sediar uma nova estação regional de pesquisa do Instituto Rio Grandense do Arroz. Na tarde desta segunda-feira (28), o presidente da autarquia, Rodrigo Machado, e a diretora técnica, Flávia Tomita, foram conhecer a área que será cedida pela Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

Trata-se de uma estação que pertencia à extinta Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro) e que foi incorporada pela Seapdr. A proposta é reservar uma parte dessa área para a nova estação regional, cuja previsão é ser inaugurada pelo Irga até o final deste ano. Hulha Negra é atendida pelo 24º Núcleo de Assistência Técnica e Extensão Rural, de Bagé.

“A secretária da Agricultura, Silvana Covatti, e o adjunto, Luiz Fernando Rodriguez Junior, nos deram carta branca para escolher a área e ambos têm agido de forma muito colaborativa nesse processo. Não temos ainda uma estação de pesquisa na Campanha, que é uma região muito representativa, com um clima diferenciado. Temos muitos projetos para implantar e queremos valorizar os produtores desta regional”, afirma o presidente da autarquia.

Com o presidente e a diretora técnica estiveram vistoriando o local também o coordenador regional da Campanha, Gelson Facioni; o coordenador da Fronteira Oeste, Cleiton Ramão; e os servidores Juliano Quevedo, Leander Müller e Itiberé Carvalho.

Hoje, além da Estação Experimental do Arroz na cidade de Cachoeirinha (RS), onde fica a Divisão de Pesquisa, o instituto possui ainda estações experimentais regionais em Uruguaiana, Santa Vitória do Palmar, Cachoeira do Sul (junto à Barragem do Capané), Palmares do Sul (na Granja Vargas), Camaquã e Torres.

Campo Cidades Comunidade