Plantas medicinais, aromáticas e condimentares: do cultivo ao aproveitamento

Plantas medicinais, aromáticas e condimentares: do cultivo ao aproveitamento

As plantas medicinais, aromáticas e condimentares podem ser cultivadas em pequenos espaços, como em porongos, e estar à mão facilmente na hora de cozinhar. Essa forma de cultivo e o aproveitamento das plantas na alimentação estão sendo apresentadas na Cozinha Show da Emater/RS-Ascar, na Expoagro Afubra, em Rio Pardo. Diariamente acontecem duas oficinas, uma de manhã e outra à tarde, com o uso delas em receitas de pães, palitos, manteiga e bolo.

“A gente trabalha sempre o alimento desde a sua produção até o aproveitamento. Aqui na Cozinha Show estamos mostrando que com o cultivo e o aproveitamento dessas plantas, também chamadas de temperos verdes, podemos melhorar a nossa alimentação, na qualidade nutricional, e agregar mais sabor e aroma aos alimentos, também como uma alternativa saudável aos temperos industrializados”, diz a extensionista da Emater/RS-Ascar, Lisandra Mergen. Lisandra ressalta ainda que todas essas plantas têm princípios ativos, como por exemplo a manjerona, que é condimento mas  também tem uso medicinal, auxiliando na  digestão e na diminuição do estresse e da ansiedade, já que também atua no sistema nervoso.

E junto à cozinha, na área externa, o público pode conferir o cultivo de diversas espécies de plantas medicinais, aromáticas e condimentares em porongo, como alternativa para quem não tem muito espaço, seja no campo ou na cidade.  A extensionista da Emater/RS-Ascar, Noeli Fantoni Priebe, diz que esse cultivo pode ser feito também em vasos ou floreiras, para garantir o sabor na cozinha ou até mesmo como uma alternativa de renda. Ela explica que para o plantio é utilizada terra e adubo orgânico, e que as plantas devem receber pelo menos quatro horas de sol por dia e ser regadas de preferência com água da chuva (sem tratamento), cuidando para não deixá-las muito encharcadas. A extensionista também destaca que depois de colhidas essas plantas duram poucos dias na geladeira, por isso podem ser desidratadas, moídas e usadas como tempero para saborizar a comida e agregar saúde, já que possuem propriedades medicinais, prevenindo muitas doenças.

Campo Cidades Comunidade