Regionais Sindicais detalham drama causado pela estiagem

Regionais Sindicais detalham drama causado pela estiagem

Na tarde de terça-feira (04), a Fetag-RS reuniu sua diretoria, a comissão de política agrícola  e a coordenação das 23 regionais sindicais para debater os problemas que estão sendo causados pela estiagem em todo o Estado e sugestões de propostas a serem apresentadas aos governos estadual e federal.

Os relatos dos coordenadores são de situação dramática em diversos pontos do Estado, com perdas que chegam a até 80% em algumas culturas. As culturas mais afetadas são o milho, a soja e a uva. A pecuária leiteira também está sofrendo graves prejuízos, pois já existem relatos de falta de água e de alimentos para os animais. Em casos ainda mais graves, já começa a faltar água até mesmo para consumo humano.

Todas as regionais apresentaram as suas sugestões, que agora serão compiladas pela Fetag-RS para que se tenha um documento oficial com as medidas que são consideradas essenciais para auxiliar as famílias atingidas em todo o Estado.

A pauta deverá ser alinhada em conjunto com as demais entidades representativas do setor, para depois ser entregue aos governos do Estado e da União.

De acordo com o presidente da Fetag-RS, Carlos Joel da Silva, “a situação no Estado é gravíssima, pois chega ao ponto de faltar água até para consumo humano. Os governos precisam socorrer as famílias agricultoras urgentemente, pois as perdas são grandes e será muito difícil honrar todas as dívidas caso nada seja feito. A agricultura e a pecuária familiar alimentam o Brasil e agora necessitam de ajuda. O momento é muito complicado, e é preciso entender que com a estiagem perde o agricultor e também o consumidor, que pagará mais caro pelos produtos”.

Na sequência, a diretoria e a assessoria da Fetag-RS participaram de reunião com a secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti, e com representantes da Farsul, da Famurs e Fecoagro.

Campo Comunidade Meio Ambiente