Taxa de óbitos na região dispara e passa da metade do total alcançado em quase um ano

Taxa de óbitos na região dispara e passa da metade do total alcançado em quase um ano

Com 38 dias decorridos após a 100º morte, municípios já contabilizam a perda de 68 vidas para a covid-19

Desde que os primeiros casos de covid-19 foram reportados na área de abrangência da 7ª Coordenadoria Regional de Saúde, em 18 de março de 2020, cinco dos seis municípios da região – Bagé, Candiota, Dom Pedrito, Hulha Negra e Lavras do Sul totalizaram a 100ª morte decorrente da doença em 16 de fevereiro. Contudo, hoje, 26 de março de 2021, 38 dias depois da centésima morte associada ao vírus, a região já acumula mais 68 óbitos. Isso quer dizer que em pouco mais de um mês, a região já passou da metade do número de perda de vidas ocorridas em quase um ano desde que a pandemia teve início. As informações fornecidas pela 7ª CRS e Secretaria Estadual da Saúde foram analisadas com exclusividade pelo Expresso Pampa.

Aumento superior a seis vezes

A pesquisa do Expresso Pampa feita com base nos dados ainda apontam que no período de 335 dias até completar 100 mortes, a região contabilizava uma taxa de 0,29 óbitos por dia; enquanto nestes 38 dias (entre 16 de fevereiro e hoje), o índice dispara para 1,78, quase duas mortes diárias.

Proporcionalmente, isso quer dizer que a taxa de óbitos diários por covid-19 na pior fase da pandemia já é seis vezes maior que o registrado em quase um ano desde os primeiros casos foram reportados.

Vale ressaltar que, mesmo que seja usado como indicador a data da primeira morte oficial por covid-19 na região, ocorrida em Dom Pedrito no dia 26 de abril de 2020, até a 100ª morte (16 de fevereiro), decorreram 296 dias, o que totaliza 0,33 mortes a cada 24 horas. A taxa atual é cinco vezes maior.

Conforme informações da 7ª CRS, Bagé segue como o destino que mais perdeu habitantes para a covid-19, com 128 óbitos até a manhã de hoje – 76,19% do total. Dom Pedrito é o segundo município com mais ocorrências na área, contabilizando 29 vidas perdidas para a doença – 17,26%. Candiota aparece em terceiro, com seis mortes – 3,57%; seguida por Lavras do Sul, que totaliza três óbitos oficiais – 1,78%. Encerra a lista o município de Hulha Negra, que até o momento confirmou a perda de dois habitantes para o coronavírus – 1,19%. Entre os seis municípios da região, somente Aceguá ainda não registrou óbitos associados ao vírus SARS-CoV-2

+Saúde Capa Cidades Comunidade Covid-19