Morre taxista que foi baleado durante assalto em Bagé

Morre taxista que foi baleado durante assalto em Bagé

O taxista Ailton Márcio Ribeiro Alvira, 45 anos que foi vítima de um latrocínio tentado no dia 24 de janeiro, morreu hoje pela manhã em Bagé. É mais um caso onde a violência e o crime leva um trabalhador de seus familiares. Ele foi abordado por três indivíduos que solicitaram uma corrida, depois anunciaram o assalto e realizaram um disparo de arma de fogo no rosto da vítima.

Criminosos presos

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas – DRACO e a Delegacia de Polícia de Candiota prenderam, em Candiota, os autores. Dois homens foram presos e um adolescente apreendido. Com eles a polícia apreendeu uma parte do dinheiro da vítima e um tablete de maconha. O veículo também foi encontrado.

Conforme a polícia, o caso aconteceu em 24 de janeiro, na  avenida 7 de Setembro, próximo à praça do Coreto, quando os três indivíduos solicitaram a um taxista que estava passando no local uma corrida até o bairro Passo das Pedras. Durante o trajeto eles pediram para que o motorista parasse em um posto de gasolina, no trevo do 21, quando um deles apontou uma arma e anunciou o assalto. A vítima tentou sair do carro e o criminoso fez o disparo, que atingiu o rosto da vítima. Os criminosos empreenderam fuga em direção à Santa Tereza e foram até a cidade de Candiota, onde abandonaram o veículo.

Durante as diligências, os policiais identificaram a residência em que os criminosos chegaram após abandonar o carro – um conhecido ponto de tráfico na localidade “sovaco da cobra”. No local estava um adolescente e um maior de idade. O adolescente foi identificado com a roupa que havia sido usada no crime nos sistemas de videomonitoramento. Também havia um maior de idade no local, que, segundo os criminosos, era o responsável pela arma usada no crime. O adolescente confessou o roubo e indicou os outros dois participantes. Na casa dele foi encontrada uma mochila e as roupas que ele havia usado no crime.

O Delegado Cristiano Ritta, titular da DRACO, declarou, na época que, mais uma vez a polícia elucidou um crime gravíssimo, cometido com crueldade e que afeta a segurança e o trabalho dos motoristas de taxi da cidade. “E sempre que um crime dessa natureza ocorrer nós vamos empreender todos os esforços necessários para identificar e prender os criminosos”, destacou.

Capa Cidades Comunidade Polícia_em_Foco