Vereador Flavius Dajulia cumpre agenda no Hospital São Lucas da PUC-RS

Vereador Flavius Dajulia cumpre agenda no Hospital São Lucas da PUC-RS

A visita busca compreender mais sobre o tratamento de doenças autoimunes, visando políticas na área em Bagé

O vereador Flavius Dajulia (PT) cumpriu agenda, na quinta-feira, dia 9, no Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), instituição reconhecida por possuir um centro multidisciplinar específico para o tratamento de doenças autoimunes, o único da região sul do Brasil. Neste espaço, pessoas acometidas por doenças como esclerose múltipla, psoríase, artrite reumatoide, vitiligo, doença de Crohn e lúpus, recebem atendimento personalizado, com consultas, prescrições, exames, diagnósticos e medicamentos centralizados. Doenças autoimunes são aquelas conhecidas por atacarem o sistema imunológico usando uma estrutura do próprio organismo.

O que o vereador busca é trazer o debate para Bagé. “Desde o início da pandemia muitas pessoas começaram a apresentar sintomas semelhantes aos de doenças autoimunes e então tem aumentado muito a procura de serviços como o do Hospital. O que pretendo é encontrar um caminho junto a Santa Casa e o Hospital Universitário de Bagé para construir ações neste caminho em nossa cidade”, relata. Dajulia também comenta que buscará a colaboração de todos deputados estaduais e federais da Região da Campanha, independentemente de partidos, para viabilizar o projeto.

De acordo com Dajulia, são mais de 30 mil pessoas no Brasil que hoje estão diagnosticadas com doenças autoimunes, sendo que só no Centro do Hospital São Lucas são realizadas cerca de 500 consultas mensais. Durante a agenda, Dajulia pode conversar mais sobre a pauta com Celita Fraporti,  enfermeira e supervisora do ambulatório, e com o Prof. Dr. Douglas Sato, diretor do Instituto de Geriatria e Gerontologia. Ambos recepcionaram e acompanharam o vereador na visita ao Centro, que atende tanto por convênios como pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O vereador pode conhecer todas instalações do Centro, entre eles o ambulatório, a sala de consultas, a sala de exames especializados e a sala de cirurgias, sobre a qual o vereador destaca a magnitude dos trabalhos realizados. Dentre as cirurgias que são realizadas no Hospital, Dajulia salientou a importância de duas delas: a de parkinson e a de epilepsia, a primeira de caráter inovador, na qual consiste na implantação de eletrodos para modular os estímulos elétricos nas regiões afetadas pela doença, na busca da melhora de vida aos pacientes que já fizeram uso de medicamentos e a longo prazo não obtiveram resultados positivos.

“O debate e a pesquisa sobre a pauta para Bagé não se encerram nesta visita, seguirei na busca de iniciativas que contemplem a população afetada por doenças autoimunes, as quais ainda não são debatidas com a seriedade devida”, encerra o vereador.

+Política Comunidade